Pular para o conteúdo

Bolsa atleta: como o programa incentiva jovens do Brasil?

Anúncios

Milhares de atletas do Brasil conseguiram suas primeiras oportunidades através do benefício.

Já ouviu falar do Bolsa Atleta? Esse programa do governo federal, que também é ofertado por cidades e estados, é, muitas vezes, a porta de entrada para grandes talentos do país que chegam a olimpíadas e campeonatos mundiais. Afinal, se manter em treinos em tempo integral é difícil para famílias de baixa renda.

Criado em 2005, o Bolsa Atleta paga um valor a depender da categoria escolhida pelo atleta, que pode solicitar baseado em alguns critérios. Sendo de extrema importância para o esporte do país, hoje você saberá tudo sobre o Bolsa Atleta. Sua importância, de que maneira solicitar e como funciona mais esse benefício.

É importante destacar não haver limites de idade para solicitar o Bolsa Atleta. Portanto, crianças, adolescentes e até atletas que moram em outros países podem ser bolsistas, desde que cumpram com regras importantes. Sem mais delongas, vamos às informações com detalhes sobre o Bolsa Atleta!

 

O que é?

Em resumo, o Bolsa Atleta foi criado em 2005 pelo Ministério do Esporte para patrocinar de forma individual atletas e para-atletas que só atuam nessas profissões e que se classificam no alto rendimento, ou seja, figurando em competições nacionais e internacionais. 

Para conseguir os valores, é preciso cumprir alguns requisitos, continue treinando com bons resultados e sendo convocado para grandes competições. Após quase dez anos de criação, foi autorizado que além do Bolsa Atleta, esse profissional também possa ser patrocinado, até que não precise mais dos valores durante os próximos passos da carreira.

 

Os valores do Bolsa Atleta

Em 2015, o Bolsa Atleta completou dez anos e concedeu mais de 43 mil bolsas para 17 mil atletas brasileiros, isso já contabilizando aqueles que estão desde o começo do programa. Os investimentos, até o ano de 2015 chegaram a R$ 600 milhões, e esse foi considerado o maior programa de patrocínio esportivo do mundo. Não encontramos dados de investimento nos últimos anos, portanto, destacamos alguns valores, em seis categorias:

 

  • Atleta de Base, tem direito a R$ 370,00
  • Estudantil, com R$ 370,00
  • Atleta Nacional, que recebe R$ 925,00
  • Internacional, com R$ 1.850,00
  • Atletas olímpicos e paralímpicos, que recebem R$ 3.100,00
  • Aqueles que conquistam Pódio, recebem de R$ 5 mil a R$ 15 mil

Ainda segundo dados do governo federal, o programa passa com frequência por avaliação, para aperfeiçoar e descobrir novos beneficiários. Portanto, atletas com bons resultados tem direito ao Bolsa Atleta, independentemente da condição econômica, portanto, não é preciso ser de baixa renda ou cumprir critérios, como na maioria dos programas sociais.

 

Como participar?

Com a extinção do Ministério do Esporte, o Bolsa Atleta passou a ser de responsabilidade do Ministério da Cidadania. Mesmo sem editais disponíveis, é possível fazer um cadastro, clicando neste link. Uma documentação será exigida, como dados pessoais e comprovações relacionadas a competições, por exemplo.

Por fim, há um prazo para que seu pedido seja analisado e aprovado. O resultado vem no e-mail cadastrado ou através do correio, além disso, é divulgada uma lista na página do Ministério.

Quando a notificação chega através do Ministério da Cidadania, é preciso entregar o Termo de Adesão em qualquer agência da Caixa, em um prazo de um mês. Quando não haver conta da Caixa, é preciso abrir uma conta para receber os valores mensais. Quem perder prazos, tem uma nova chance. Entre em contato com o ministério, para pedir prorrogação. Em caso de atletas menores de 18 anos, não há problema: ele é representado por um responsável legal, ou é possível assinar o termo, ou abrir uma conta através de procuração.

 

Como são pagos os valores?

Os bolsistas recebem os valores definidos pela sua categoria de forma mensal, em uma conta-corrente definida durante o pedido de cadastro. Portanto, todos os meses e em uma data padrão, todos os atletas vão receber o dinheiro em suas contas para serem investidos em suas carreiras esportivas.

 

A importância do Bolsa Atleta

Muitos atletas olímpicos famosos já foram patrocinados pelos programas e conquistam grandes resultados graças ao financiamento. Nos últimos jogos olímpicos, os de Tóquio, 80% dos atletas brasileiros olímpicos dependiam do Bolsa Atleta, bem como 95% da delegação paralímpica.

Os atletas conquistaram sete medalhas de ouro, seis de prata e oito de bronze, totalizando 21 medalhas em 13 modalidades, colocando o país na 12ª colocação no quadro geral de medalhas. Outro número de destaque é nos pódios, onde quem esteve em 19 de 21 recebia Bolsa Atleta.

As únicas exceções foram a Rayssa Machado, a famosa “fadinha” do skate porque não tinha idade mínima exigida para receber os valores, e a seleção de futebol masculino. No caso de Rayssa, ela foi aprovada no Bolsa Atleta no início deste ano. Há também números de destaques nas Paralímpiadas, onde foram conquistadas 72 medalhas, sendo 22 ouros, 20 pratas e 30 bronzes. O Brasil ficou na sétima posição do quadro de medalhas, sendo que 68 dos pódios de 72 no total eram de bolsistas.

 

Últimos editais

Neste ano, o Bolsa Atleta passou a contemplas seis novos integrantes, goleiros do futebol de cinco, um esporte paralímpico. Pelas regras da modalidade, os goleiros são os únicos que podem enxergar, o que trazia dificuldades para aprovação deles no Bolsa Atleta.

Com a inclusão dos seis atletas, dois na categoria Paralímpica e quatro na categoria nacional, o Bolsa Atleta agora quem 6.773 contemplados em todas as categorias, recebendo um investimento anual de mais de 120 milhões.

Portanto, fique atento. É possível que o Ministério do Esporte seja reconstituído, e o Bolsa Atleta ampliado a partir de 2023. Existe a possibilidade de novas bolsas serem cedidas, revisões de benefícios e até mudanças nos valores, já que desde o seu início não houve reajuste. Quanto mais investimento nos atletas, mais o Brasil melhora o desempenho e traz investimentos aos esportes, como aconteceu nas últimas Olimpíadas, onde conquistamos o melhor resultado das últimas décadas. Aguarde, quando haver novidades, traremos aqui com todos os detalhes.

 

 

Carregando…