Pular para o conteúdo

Cadastro Único: prazo de atualização está acabando

Anúncios

O cadastro é essencial para se manter nos programas sociais do governo

Você sabia que beneficiários do Cadastro Único para Programas Sociais, o CadÚnico tem até sexta-feira para atualizar as informações? As regras valem para aqueles que não realizaram atualização nos últimos dois anos. A necessidade de atualização já causa filas em todo Brasil.

A principal consequência de não realizar o procedimento é o bloqueio do benefício e a dificuldade para conseguir novamente. Portanto, quem verificou que corre o risco deve procurar pela atualização, e neste artigo vamos te explicar como.

Para quem não é beneficiário, saiba como funciona e para que serve o CadÚnico, principal porta de entrada para os principais benefícios sociais, como Auxílio Brasil, Vale Gás, entre outros. Acompanhe!

 

CadÚnico: o que é?

O cadastro reúne todas as informações necessárias dos beneficiários, pessoas em situação de pobreza ou extrema pobreza. Para ser aceito no cadastro, o usuário deve seguir alguns critérios relacionados a renda e documentação, de todos os membros da família. Os governos federal, estadual e municipal podem compartilhar esses dados para oferecer benefícios a população.

 

Quem pode receber?

Famílias consideradas de baixa renda são aquelas que ganham meio salário mínimo por pessoa ou que recebem até 3 salários mínimos de renda mensal total. Isso significa, em detalhes:

  • Famílias que no total ganham, per capta, meio salário mínimo por pessoa, ou R$522,50
  • O recebimento de até 3 salários mínimas totais como renda mensal, ou seja, R$3.135
  • Famílias que superem o critério de renda mínima, mas se encaixam em outros benefícios sociais
  • Pessoas em situação de rua podem ser cadastradas no CadÚnico e verificar em quais benefícios se encaixam

 

Lista de programas 

Desde que cumpra todos os critérios, os usuários podem acessar até mais de um benefício, se o CadÚnico estiver em dia. Veja a lista de programas e quais pode ser acessados por você ou membros da sua família.

 

  • Programa Auxílio Brasil. Programa que oferece pagamento de mensal, de até R$ 600,00 para famílias de baixa renda que não possuem formas de ganhar sustento.
  • Programa Casa Verde e Amarela. O antigo Minha Casa Minha Vida subsidia casa ou apartamento para famílias com renda de até 1,8 mil reais. O programa foi ampliado para outros tipos de públicos.
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI​. A ideia é acolher crianças vítimas de trabalho infantil e oferece renda para que ela não volte a essa situação.
  • Carteira do Idoso; A carteira do Idoso visa oferecer descontos e facilidades para quem tem mais de 60 anos, entre elas a gratuidade em passagens de ônibus ou garantias de estacionamento em programas municipais.
  • Pro Jovem Adolescente; O programa oportuniza renda para jovens que estão na escola, então, ele trabalha em empresas, possui renda, mas tem como obrigação participar ds aulas.
  • Tarifa Social de Energia Elétrica; Pessoas de baixa renda, indígenas e quilombolas podem ter desconto ou zerar a conta de luz através desse programa.
  • Passe Livre para pessoas com deficiência; Quem precisa de transporte público e possui qualquer tipo de deficiência, consegue através do CadÚnico o não pagamento de taxas em ônibus.
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos. Isso também vale para vestibulares e outros processos seletivos,e garante ao candidato a inscrição sem pagamento de altas taxas apenas com a comprovação de cadastro, mas, ele precisa estar atualizado.

 

Como se cadastrar?

Se você possui documentos pessoais e comprovantes de renda, é só procurar pelo CRAS, Centro de Referência e Assistência Social da sua região para tirar dúvidas quanto ao cadastro. As equipes também costumam visitar bairros carentes em busca de pessoas com direito, mas não sabem.

Se para você é preferível buscar por um CRAS, acompanhe o passo a passo que preparamos para adiantar o processo e trazer rapidez na aprovação do seu CadÚnico:

  • Defina um responsável pela família, já que durante as perguntas dos assistentes sociais essa pessoa deve informar cada detalhe. O eleito para a função precisa ter pelo menos 16 anos e confirmar ser parte da família em questão.
  • O responsável deve ter documentos pessoais, principalmente CPF e Título de Eleitor. Quilombolas e indígenas não passam por esse processo, mas tendo o RANI, já conseguem acessar o CadÚnico.

Cadastro Único: atualização

Até a próxima sexta-feira, dia 14 de outubro, os usuários que não procuraram os CRAS e tiveram mudanças na configuração familiar, por exemplo, precisam realizar a atualização para não perder os principais benefícios.

Em todo país, filas quilométricas são registradas por pessoas que deixaram o procedimento para a última hora. Segundo o Governo Federal, mais de 260 mil beneficiários são fizeram a atualização do cadastro e agora arriscam ter benefícios sociais bloqueados. Para as famílias que deviam fazer averiguação cadastral, o prazo terminou em agosto.

Prazos

As famílias que não atualizam cadastro desde 2016 ou 2017 devem renovar as informações até dia 14 de outubro e aquelas que querem evitar o bloqueio do Auxílio Brasil e da Tarifa Social, tem até dezembro de 2022 para buscar o CRAS. Para conferir sua situação, é preciso baixar o aplicativo CadÚnico.

Locais para atualização

Caso não haver nenhuma mudança nas informações desde a última atualização, a família pode realizar a atualização pelo celular, baixando o aplicativo do cadastro. Se mudanças aconteceram, o CRAS é o local para fazer a atualização. Descubra os que ficam no seu bairro, ou acesse este link para saber qual o Centro de Referência mais próximo a você.

Atualização dos dados

Ao se cadastrar no CadÚnico, cada família já se compromete a informar a assistência social sempre que houver uma mudança na renda ou nos membros da família, ou seja, se acontecerem mortes, nascimentos, separação, casamento ou mudança de casa, isso deve ser comunicado.

Se isso não foi feito, descubra o que está diferente dos dados atuais e vá até o CRAS com documentos pessoais. O beneficiário que perder o prazo, tem automaticamente bloqueado todos os benefícios as quais tem direito pela falta da atualização.

Carregando…