Pular para o conteúdo

Mudanças no aplicativo CadÚnico: veja como fica agora

Anúncios

App passou por atualizações e beneficiários tem dúvidas. Confira as novidades

O Cadastro Único para Programas Sociais é a porta de entrada do trabalhador para os benefícios sociais, com mais de 25 milhões de cadastrados que utilizam, pelo menos, um benefício social. O CadÚnico é a maneira que os governos federal, estadual ou municipal tem para criar políticas públicas a esses grupos.

Muitas pessoas têm direito a benefícios e nem imaginam ou procuram por esse cadastro, que exige apresentação de documentos pessoais, comprovação de baixa renda e atualização frequente de dados. Auxílio Brasil, Benefício de Prestação Continuada e Vale Gás, são alguns dos benefícios que exigem o CadÚnico.

Nos últimos tempos, muitas atualizações passaram a ser feitas pelo aplicativo, principalmente devido à pandemia. Descubra nesse artigo como se adaptar as novidades e de que maneira utilizar o aplicativo para monitorar seu cadastro para utilizar seus benefícios sem problemas.

 

Programas sociais que utilizam o Cadastro Único

É importante reforçar que somente a inscrição do cadastro não garante a entrada nos programas sociais de forma automática. A depender da sua renda e das necessidades da família, os assistentes sociais definem qual o programa ideal e indicam os critérios a serem cumpridos. Portanto, veja quais estão disponíveis:

 

Água para todos;

Aposentadoria para pessoa de baixa renda;

Auxílio Brasil;

Benefício de Prestação Continuada (BPC);

Bolsa estiagem;

Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental;

Carta Social;

Vale Gás

Carteira do Idoso;

Casa Verde e Amarela;

Crédito Instalação;

Isenção de taxas em Concursos Públicos;

Passe Livre para pessoas com deficiência;

Pro Jovem Adolescente;

Programa Brasil Alfabetizado;

Programa Brasil Carinhoso;

Programa de Cisternas;

Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI;

Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais (Fomento);

Programa Nacional de Crédito Fundiário;

Programa Nacional de Reforma Agrária;

Tarifa Social de Energia Elétrica;

Telefone Popular.

Fonte FDR: https://fdr.com.br/artigos/cadunico-2023/

Agora que você sabe, indique suas preferências e acesse o benefício que mais pode ajudar a família. No caso do Auxílio Brasil, a partir de dezembro, o valor de R$ 600,00 irá voltar para a proposta inicial de pagamento, R$ 400,00.

Aplicativo do Cadastro Único

Entre as principais funcionalidades do aplicativo estão as consultas, onde o beneficiário consulta a situação do CPF, retira comprovantes de cadastro, atualiza o cadastro (o que é muito importante), se informar dos benefícios e dos postos de atendimentos, além de validar informações se necessário.

Para o ano que vem, uma nova funcionalidade foi lançada para adiantar os cadastros de 2023. Através do aplicativo ou site do CadÚnico, o usuário pode realizar o pré-cadastro para o ano que vem. Mesmo com essa etapa online, o usuário precisa comparecer a uma unidade do Centro de Referência e Assistência Social, o CRAS para finalizar a inscrição. O prazo é de 8 meses.

Para iniciar o pré-cadastro, acesse o aplicativo ou o site e clique na abra “Pré-cadastro”. Após concordar com os termos e condições, preencha todas as lagunas da sessão e finalize a etapa, já reunindo os documentos exigidos e comprovações para levar até o CRAS que atende sua família.

 

Como utilizar o aplicativo?

É preciso criar um login na plataforma gov.br para ter acesso ao aplicativo, a ser baixado em qualquer celular, pela loja de aplicativos. Após acessar a plataforma, é possível fazer várias consultas e o pré-cadastro, como já citamos, ainda sim, toda e qualquer informação inserida deve ser confirmada de forma presencial.

Como qualquer outro aplicativo, o usuário faz consultas e atualiza dados para evitar o bloqueio dos benefícios que tem direito. É importante abrir a ferramenta com frequência para ficar atento(a) aos prazos de atualização e entrega de documentos ao CRAS do seu bairro.

Não baixe aplicativos com nome parecido que exijam cobranças. Verifique na loja de aplicativos aquele que tem ligação com o site gov.br, e baixe de forma gratuita. Não insira seus dados em ferramentas parecidas ou que prometem atualização de cadastro ou cobram valores pelo serviço!

 

Quem pode se cadastrar?

Aqueles que não possuem cadastro e precisam fazer o procedimento pela primeira. É preciso definir um responsável pela família para realizar o cadastro, ou seja, uma pessoa que vai prestar informações sobre todos os membros. De preferência, essa pessoa deve ser mulher.

Se desejar adiantar o procedimento antes de visitar um CRAS, faça um pré-cadastro pelo aplicativo, mas essa etapa não é obrigatória, portanto, é possível optar por realizar o cadastro completo de forma presencial. Para se cadastrar, é preciso comprovar algumas informações relacionadas a família:

  • Renda mensal até meio salário mínimo por pessoa (R$ 606,00)
  • A renda familiar mensal total deve ser de até três salários mínimos (R$3.636,00)
  • Ter renda maior que três salários mínimos, mas o cadastro deve estar vinculado a programas sociais em três esferas do governo.

Essas exigências não precisam ser cumpridas juntas, ou seja, quem se encaixar em um desses requisitos está com a família apta a receber um benefício oferecido por governos municipais, estaduais ou federais.

 

Atualização do aplicativo CadÚnico

Desde setembro, o Ministério da Cidadania faz um levantamento preciso em benefícios sociais com objetivo de retirar famílias que não são mais aptas a receber pagamentos de programas e continuam recebendo. Esse pente fino começa com dois grupos, que são:

  • Famílias que apresentam divergência entre renda declarada e renda de outros registros, que estão incluídas na Averiguação Cadastral. Nesse caso, os beneficiários devem procurar o CRAS até o fim de outubro deste ano.
  • Famílias que estão com cadastro desatualizado, ou seja, que fez último informe de dados em 2016 ou 2017. Para esse caso, o prazo é até dezembro de 2022.

 

Muitos usuários enfrentam filas para atualizar o cadastro, mas o processo pode ser facilitado através do aplicativo. Acessando o app com o seu login, clique em “Atualização por confirmação” e preencha os dados pessoas da família, ou seja, inclua, exclua membros e informa novidades desde que começou a receber benefícios. Ao confirmar os dados, é só clicar no campo “Enviar cadastro”.

 

Carregando…