Os 10 gols mais bonitos da história

ANÚNCIOS

Os momentos mais famosos do futebol merecem uma homenagem especial. Por isso, escolhemos oito golos que são verdadeiras obras de arte. 

 

O que torna uma meta uma grande meta? Nível de dificuldade? Individualismo no trabalho? A importância das partidas e recompensas conquistadas pelo gol? Então pare de conversar, ligue um Mendorato e vamos ver a teia balançar.

VEJA TAMBÉM:

DINHEIRO ESQUECIDO

8 – Ibrahimovic

Alvos de bicicleta têm um poder extra por causa de sua dificuldade. Mas Ibrahimovic foi ainda mais longe, aproveitando um erro do goleiro da Inglaterra em um amistoso contra a Inglaterra em 2012 para fazer um gol de bicicleta a cerca de 40 metros do gol. 

 

A jogada foi tão simbólica e bonita que rendeu o Prêmio Puskas de gol mais bonito de 2013. A lição permanece: não cometa erros perto de Ibrahimovic.

7 – Cristiano Ronaldo

Era 2018, Ronaldo jogava pelo Real Madrid, e nas quartas de final da Liga dos Campeões, recebeu um cruzamento mais ou menos de pênalti e se tornou uma das bicicletas mais bonitas do futebol sem dar chances para o jogo goleiro. 

A técnica utilizada pelo português foi muito bem executada, chutando a bola a cerca de 2,10 metros do solo. O mais difícil é parar de olhar para o gol.

6 – Grafite

Em 2009, jogando pelo Wolfsburg da Alemanha, o brasileiro Grafit fez um gol digno de aplausos. A partida foi um clássico contra o Bayern de Munique na fase final do Campeonato Alemão, que o Wolfsburg já havia vencido por 4 a 1, quando Grafite recebeu na ponta esquerda do ataque, passando a bola entre dois icônicos jogadores, driblando, passa pelo goleiro e finalizou de calcanhar, aos poucos chega perto da trave. Uma verdadeira pintura, mas o brasileiro perdeu o dia da premiação e por isso não recebeu o prêmio Puskas de gol mais bonito do ano.

 

5 – Zidane

Ainda em 2022, quando Zidane jogava pelo Real Madrid, tem uma final de Champions League contra o Bayer Leverkusen que o meio campista fez uma pintura.

 

O lateral brasileiro Roberto Carlos recebeu uma bola no canto do campo e estando bem marcado cruzou da maneira que deu para o Zidane, que decidiu projetar o corpo próxima a meia lua e soltou a bomba de primeira com sua canhota.

 

A bola entrou no ângulo do goleiro, que não teve nenhuma chance. Esse golaço desempatou o jogo e rendeu o  troféu para os merengues. Totalmente coisa de gênio.

4 – Pelé

Claro que o rei do futebol não ficaria de fora dessa lista, mesmo com mais de 1.000 gols. Um de seus melhores gols aconteceu aos 17 anos.  Final da Copa do Mundo de 1958 contra a Suécia. Pelé recebeu cruzamento perto da marca do pênalti, pegou do ponto, finalizou o zagueiro e encerrou o jogo sem deixar a bola cair. Um gol digno do atleta do século.

3 – Neymar

No início da carreira, Neymar colheu belas atuações e belos gols durante sua passagem pelo Santos. Mas foi contra o Flamengo, em 2011, que Neymar marcou um dos melhores gols da carreira. 

A jogada começou no meio-campo e depois de dribles, desarmes e criatividade, ele finalizou com o melhor gol do ano e nós terminamos em terceiro.

2 – Messi

Messi tinha apenas 19 anos em 2007, na semifinal da Copa del Rey, ​​quando o craque pegou a bola no meio-campo, saltou pelo meio, driblou cinco jogadores, incluindo o goleiro, e completou. 

 

O gol do argentino abriu os olhos do mundo, comparou-o ao compatriota Maradona e, ainda por cima, rendeu-lhe o título de gol mais bonito da história em pesquisa realizada no site oficial do Barcelona, e ganha nosso segundo lugar no pódio.

1 – Maradona

Imagine estar em uma partida das quartas de final da Copa do Mundo contra um poderoso time da Inglaterra, driblando no intervalo e marcando o gol da vitória. 

 

Sim, em 1986, Maradona escreveu seu nome na história, marcando o gol do século e batendo uma temida Inglaterra. Portanto, é fácil para ele ocupar o primeiro lugar em nosso pódio.

ANÚNCIOS
Compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais:

Carregando…