Pular para o conteúdo

Top 10 melhores jogadores portugueses de todos os tempos

  • por
Anúncios

Podemos enumerar alguns futebolistas portugueses que se tornaram verdadeiros ícones do seu tempo, apresentando um futebol digno de os tornar verdadeiras lendas. Embora não haja Copa do Mundo na sala de troféus, o futebol português tem seu significado histórico. Quem usou o código de bónus Bet365 para adivinhar o Mundial 2022 vai ver a equipa de Cristiano Ronaldo entrar no terceiro escalão de favoritos.

 

Ainda assim, com uma equipa tão talentosa como a portuguesa, quem não respeitar pode arriscar, e quem especular sobre os campeões europeus de 2016 será muito bem recompensado.

 

No entanto, torna-se muito difícil fazer uma lista de apenas 10 melhores jogadores, por isso selecionamos apenas os jogadores mais adequados, mas não se esqueça de mencionar alguns jogadores que podem aparecer aqui, como Fernando Charana, Paulo Ferreira, Nuno Gomez , Luís Boa Morte, Ricardo Carvalho, etc.

 

10. PAULETTA

A revelar-se um marcador nato, com muita qualidade e visão de jogo, Pauleta chegou ao Estoril antes de rumar ao futebol espanhol, passando por Salamanca, Deportivo e Bordéus, em França.

 

Depois de se adaptar rapidamente, Ali Pauleta mostrou todo o seu potencial, marcando quase 100 gols entre 2000 e 2002. Em 2003, foi para o Paris Saint-Germain e, em sua primeira temporada, marcou 23 gols em 42 jogos. Pauletta encerrou sua icônica carreira no futebol no Paris Saint-Germain.

 

9. PAULO FUTRE

Futre jogou por Sporting, Porto e Benfica, mas foi no Atlético de Madrid que ele realmente brilhou.

 

Em 1987, ficou em segundo lugar na indicação de melhor jogador do mundo (Bola de Ouro), vencida por Ruud Gullit. Depois de deixar o clube espanhol, ele jogou pelo Milan e Reggiana na Itália, Marselha na França, West Ham na Inglaterra e Yokohama Frugal no Japão.

 

8. MÁRIO COLUNA

Mário Coluna era um jovem futebolista moçambicano promissor que, depois de muito debate, foi finalmente contratado pelo Benfica em 1954.

 

Conhecido como a “Besta Sagrada”, esteve 16 anos no Benfica e conquistou os Campeonatos da Europa em 1961 e 1962, 7 Taças de Portugal, 10 Campeonatos da Liga Portuguesa e 5 Taças de Honra de Lisboa.

 

7. FERNANDO GOMEZ

Fernando Gomez iniciou a sua carreira no Porto em 1974, onde conquistou dois títulos e uma Taça de Portugal. Em 1980 foi para os espanhóis do Sporting Gijón e regressou ao Porto dois anos depois.

 

Na segunda passagem, conquistou três títulos de campeonatos nacionais, duas Supertaças Nacionais e duas Taças de Portugal. Fernando Gomes soma seis Bolas de Prata na carreira e é o artilheiro do país.

 

Além de vencer a Chuteira de Ouro da UEFA em 1983 e 1985, ele também venceu a Copa Europeia de Clubes, a Supercopa da UEFA de 1987 e a Copa Intercontinental de 1987 com o Porto em 1986-87. Terminou a carreira no Sporting Club Portugal.

 

6. VÍTOR BAÍA

Vítor Baía estreou-se como guarda-redes do Porto aos 18 anos e da seleção portuguesa aos 21. Com o Porto, conquistou nove títulos nacionais e cinco Taças de Portugal.

 

Em sete temporadas, sofreu apenas 116 gols, o que se traduz em uma média de 16,5 gols por ano. Em 1996, mudou-se para o Barcelona na maior negociação para um guarda-redes e regressou ao Porto em 1999. Em 2004, foi eleito o melhor goleiro da Europa pela UEFA. Em 2007, encerrou sua ilustre carreira.

 

5. DECO

O português naturalizado brasileiro Deco foi um meio-campista que floresceu no FC Porto e depois no Barcelona.

 

Curiosamente, quando chegou a Portugal e foi contratado pelo Benfica, acabou por ser emprestado ao Alberca, dos Salgueiros, antes de ser despedido. Ao serviço do Porto, a sua carreira deslanchou, conquistando o Campeonato de Portugal nessa época, a Taça de Portugal em 2000, 2001 e 2003, o Campeonato de Portugal em 1998/99, 2002/03 e 2003/04 e a UEFA Europa League na Taça de 2003 e Liga dos Campeões da UEFA 2003/04.

 

O brilhante jogador de passes jogou pela seleção portuguesa e foi 2º na Bola de Ouro em 2004.

 

4. LUÍS FIGO

Figo não só brilhou no Sporting de Lisboa, como também no Barcelona, ​​Real Madrid e Inter de Milão, além de 127 jogos pela seleção nacional. 

 

A transferência de Figo do Barcelona para o Real Madrid em 2002 causou grande desconforto entre os torcedores, mas seu profissionalismo acabou tornando-o um ícone para ambas as equipes.

 

Figo tem uma impressionante lista de troféus com 1 Taça de Portugal, 4 Campeonatos de Espanha, 1 UEFA Champions League, 1 Supertaça Europeia, 1 Taça das Taças, 1 Taça Intercontinental, 1 Taça de Itália, 3 Supertaças de Itália e 4 Campeonatos de Itália.

 

3. RUI COSTA

Rui Costa começou a carreira no Benfica na década de 1990, antes de se mudar para a Fiorentina e depois para o Milan, onde conquistou a Liga dos Campeões em 2003. Rui Costa regressou então ao Benfica e encerrou a sua ilustre carreira em 2008.

 

2. EUSÉBIO

Eusébio, “O Pantera Negra”, é considerado por muitos como um dos melhores jogadores de futebol de todos os tempos, sendo até comparável ao “Rei Pelé” por causa de sua genialidade.

 

Nascido em Moçambique, tornou-se jogador do Benfica, onde conquistou inúmeros prémios, entre os quais cinco Taças de Portugal, 11 títulos nacionais e o Campeonato da Europa de 1961.

 

Eusébio ganhou a Bola de Ouro 2 vezes e o Globo de Prata 7 vezes. A sua habilidade e atributos técnicos valeram-lhe um lugar na seleção portuguesa e em 1966 terminou em terceiro lugar no Campeonato do Mundo em Inglaterra.

 

1. CRISTIANO RONALDO 

Cristiano Ronaldo nasceu no Funchal em 1985, com 10 anos foi para o Clube Desportivo Nacional da Madeira, onde foi olhado pelo Sporting Clube de Portugal.

 

A partir de então, sua ilustre carreira começou e ele foi contratado pelo Manchester United em 2003. Em 2009, Cristiano Ronaldo mudou-se para o Real Madrid, onde floresceu.

 

CR7 voltou ao Manchester United após uma breve passagem pela Juventus na Itália. Cristiano, além de ser um fenômeno no futebol, é um profissional exemplar, tendo sido eleito o melhor jogador do mundo 5 vezes.

 

Carregando…

Divulgado calendário PIS/PASEP 2023